Na Índia os mestres dizem: os problemas são despertadores que tentam acordar as pessoas para a vida. Aproveite para acordar logo, antes que o próximo despertador faça mais barulho. (Roberto Shinyashiki)

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

A democracia do lado avesso!?



Professor Vinícius de Paiva – Eleito Diretor da E.E.Dom Pedro II. O Governo de Minas impediu a sua posse.

Esse título retrata bem os acontecimentos muito recentes vividos pela Comunidade Escolar da Escola Estadual Dom Pedro II do Município de Ouro Preto/MG. Para todas as pessoas que tem a sensação de que as coisas estão melhorando, a situação que envolve esta Escola e mais 10 instituições do Estado de Minas Gerais é lamentável. 
O slogan “Minas Avança” ditado pelo Governo Mineiro é o maior blefe, se analisarmos o princípio da ética no setor educacional. E isto é acompanhado por péssimas estruturas de conservação e manutenção percebidas em vários setores do Governo. A legislação que resulta na liberdade da escolha direta dos diretores das escolas para cada comunidade, é uma rotina pontual exercida há alguns anos, com êxitos visivelmente confirmados. Porém, por uma declarada retaliação política, diretores eleitos democraticamente dentro de suas comunidades escolares foram literalmente excluídos das relações de posses dos cargos do Governo de Minas. Muito horrível esta prática para um governo que levanta bandeiras de perfil democrático, e que se diz praticante dos ideais de liberdades dos sonhos mineiros. Estes mesmos políticos que chamam os diretores excluídos dos processos legais de “traidores do governo” são os mesmos que se apossam de cargos existentes também por votação popular, em cujos alguns nem tanto merecem. 
Outros destes políticos, escondem-se atrás da verdade, tentando passar por uma inocência, numa descarada covardia e em conivência com a ditadura disfarçada implantada pelo Governo Mineiro. A Superintendência de Ouro Preto não apresenta uma justificativa oficial, repassando a responsabilidade à esfera superior, deixando entender que é da Secretaria de Educação a decisão de não se dar a posse ao Diretor certificado, o Professor VINICIUS BARBOSA DE PAIVA, eleito por unanimidade pela Comunidade Escolar, e logo após de ser reconhecido como Cidadão Honorário de Ouro Preto. 
Nem justificaria então existir uma SRE, desse jeito!
Não há explicação para tal atitude, justificar que essa retaliação se deu por motivo de envolvimento em justa greve, e logo a um excelente e exemplar vice-diretor que dedica boa parte de sua vida à causa escolar. E o pior de tudo, puni-lo por uma ação que não cometeu, pois ele esteve presente na Escola Dom Pedro II durante todo o tempo da greve. 
É uma perseguição, aparentemente local, e sem explicação! 
O senhor Governador, junto aos seus representantes locais, os deputados e demais políticos apoiadores, estarão em breve à porta de nossas casas, pedindo apoios para as suas eleições “democráticas”. E é disso que queremos falar agora, pois alguns destes estão esquecendo que várias destas portas serão de pessoas desta comunidade, hoje abandonadas. Ouro Preto está cercado de políticos oriundos desta corrente política. Portanto, não esperem o tempo passar, a hora de devolver a verdade é agora, queremos o Professor VINÍCIUS BARBOSA DE PAIVA na Direção da Escola Estadual Dom Pedro II, para o mandato ao qual foi legalmente eleito.
Por: Edvaldo Renato Castro – Morro Santana
Comunidade Escolar da Escola Dom Pedro II

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar neste blog